Perda de cabelo na amamentação

Hey mulher, tudo bom?

Hoje vim fala da perda de cabelo na amamentação, oque é muito comum e tem muitas causas e que muitas mamães não sabem (eu mesma não sabia). Na minha gestação da Vitoria L. perdi bastante cabelo nos 5 primeiros meses o que me fez perguntar ao meu medico se era normal e o porque da perda, e a resposta foi que não era muito comum perder na gestação e sim na amamentação e por eu estar tendo queda era por stress. Depois melhorou e fico tudo certo.

A 1 mes mais ou menos apos estar amamentando voltei a ter queda e muita, e cada vez mais, por esse motivo passei a pesquisar sobre isso e entender mais o porque dessa mudança.

Queda de cabelo no pós-parto e na amamentação, é normal?

A queda de cabelo durante a amamentação ou no pós-parto é algo normal. As causas do enfraquecimento e perda dos fios são variadas, mas geralmente tem a ver com o enfraquecimento do organismo e transmissão de vitaminas da mãe para o bebê. Outra caus é a variação da taxa de hormônios. Os tratamentos adequados para evitar a queda incluem shampoo especial, suplementos de vitaminas e algumas atitudes diárias para manter os cabelos e corpo como um todo saudável.

Porque acontece queda de cabelo na amamentação?

Gravidez é um momento de extrema alegria entre as mulheres – e também de constante atenção. Afinal, a futura mamãe tem que se cuidar muito bem para garantir ao seu bebê uma vida saudável no útero, para que venha ao mundo em totais condições de saúde.

O hormônio da progesterona, responsável pela queda de cabelo entre grávidas, é o mesmo hormônio que faz com que as futuras mamães adorem seus cabelos durante várias fases da gestação. Ao mesmo tempo que o hormônio pode deixar os cabelos sedosos e volumosos, também pode os deixar secos e quebradiços, dependendo muito do histórico capilar de cada uma e das formas de alimentação antes e durante a gravidez.

Durante a gravidez, a mulher fica têm grandes mudanças hormonais para que o desenvolvimento do bebê seja possível. A partir dos primeiros 3 meses de gestação os folículos capilares entram na fase de repouso, a partir daí já é possível sentir os cabelos mais ralos, finos e até quebradiços. Em algumas mulheres após os três meses, os cabelos engrossam  e ficam mais espessos, uma consequência do aumento expressivo de hormônio feminino no sangue. Isso acontece por volta dos 5 aos 6 meses.

Cerca de 3 meses após o parto a taxa de hormônio feminino utilizada para o desenvolvimento do bebê cai drasticamente. Uma das consequências desse fato é a queda de cabelo, algumas mulheres chegam a criar até falhas no couro cabeludo nos 3 a 6 meses que antecedem o pós-parto.

No entanto, essa não é a única causa da queda de  cabelo. A amamentação também é um processo muito agressivo para o corpo da mulher, uma vez que retira muitos nutrientes e vitaminas do corpo da mãe para passar ao bebê recém nascido. Mulheres que tiveram partos agressivos ou que estejam com uma dieta alimentar fraca certamente sofrerão com mais intensidade a queda de cabelo durante a amamentação.

Outros fatores que contribuem para o enfraquecimento dos folículos capilares:

  • Estresse
  • Depressão pós-parto
  • Cirurgias
  • Alterações bruscas de peso
  • Má alimentação

Quando se trata de pós-parto é possível que a mulher tenha combinado todos esses fatores, tornando a perda dos fios muito intensa. A queda de cabelo normal de uma mulher adulta é de 100 a 125 fios por dia. Nos meses que antecedem o nascimento do bebê essa quantia pode chegar até a 500 fios por dia, o que ainda não é suficiente para deixar alguém careca. Apesar do pavor do cabelo que cai no ralo, chão do banheiro, cozinha ou no lençol esse problema tem solução. Basta realizar o tratamento adequado.

Quando tempo dura a queda de cabelo na amamentação e no pós-parto?

A queda de cabelo durante a amentação ou no pós-parto dura cerca de 6 meses após o nascimento do bebê. Após este período o crescimento e saúde do cabelo já deve ter voltado ao normal.  Muitas mulheres percebem que os fios mudam de aspecto, tornam-se mais ondulados, mais lisos ou mais oleoso. Todas essas alterações são consequêncais das altas taxas hormonais  e também é uma das tantas surpresas da gravidez.

Para acelerar o processo de normalização da queda de cabelo e evitar que haja falhas no couro cabeludo por conta do processo de amamentação é preciso combinar o tratamento adequado com algumas atitudes cotidianas.

É isso amores, espero que tenham gostado, deixem seu comentário se gostou. Beijos e ate a próxima.

 

 

 

Fonte: Contra queda de cabelo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *